Não tenha medo de tirar férias! Entenda o porquê!


Além de ser um direito, as férias também são uma necessidade do colaborador, que precisa repor as energias, descansar e, assim, retornar às atividades ainda mais produtivo. Muitos profissionais, porém, sentem-se culpados ou até mesmo inseguros em sair de férias. Isto porque inúmeros empregadores, infelizmente, ainda associam essa breve saída do funcionário como sinônimo de falta de engajamento, o que é um grande erro. Este período de ausência é tão importante quanto o trabalho e proporciona ao profissional a possibilidade de equilibrar suas necessidades pessoais, profissionais e familiares, gerando motivação, disposição e maior  empenho nas suas ações.

Aqueles que ocupam cargos de liderança contam com um fator adicional: o receio de serem substituídos por alguém neste período, o que aumenta ainda mais o mal estar. Esta preocupação, aliada ao adiamento do descanso, porém,  gera um efeito contrário e muitos trabalhadores acabam afastados temporariamente por problemas de saúde.

Eu, que amo tirar férias e não consigo me sentir nem um pouco culpada por isso (ainda bem), posso assegurar a vocês uma coisa: negligenciar ou abir mão das férias é um erro que pode gerar sobrecarga, estresse e perda da produtividade e fazer com que você vá na contramão de tudo aquilo que busca alcançar ao abrir mão deste direito.

Para quem se identificou com a situação, mas quer mudar esse cenário, eu, do blog Aqui ou Acolá, a pedido da Magna aqui do Mn Consultoria, vou indicar duas viagens lindas que podem fazer parte do seu próximo destino e convencê-lo a nunca mais deixar de sair de férias. Os dois roteiros são curtos e próximos de São Paulo (cidade em que moro) e também não requerem longos planejamentos. Ou seja, são ótimos para quem  não pode ficar fora por tanto tempo, pois sabemos que em momentos de crise nem sempre há essa possibilidade. Como o verão tá logo ai, achei mais que oportuno colocar nesta micro lista de possibilidades um destino de verão, daqueles onde a gente só quer sombra e água fresca. Dá uma olhada:  

 

                                                      Paraty – Rio de Janeiro

 centro-de-paraty ilha-vista-do-passeio-de-escuna-paraty

Paraty é um ícone da cultura brasileira com seu centro histórico e ruazinhas de pedra. Bem próxima de Ubatuba, em São Paulo, a cidade reserva boas atrações turísticas e preços um pouco salgados, principalmente em relação a alimentação, mas é possível conhecê-la com um bom custo benefício se você for atento aos valores, souber pechinchar e, também, se visitá-la fora dos períodos mais cheios, como carnaval, ano novo e na temporada da
FLIP – Feira Literária de Paraty, que geralmente acontece no início de julho.

O melhor atrativo da cidade, na minha opinião, são os passeios de escuna, que você contrata nas empresas que ficam no cais ou nos hotéis e pousadas. Eles geralmente duram um dia inteiro e te levam para conhecer ilhas e praias distantes, com paradas para os turistas descerem e visitarem melhor os destinos. A água de Paraty é de um verde estonteante e é impossível não se apaixonar por lá. À noite, no centro, você pode conhecer as atrações gastronômicas e apresentações musicais e tornar o passeio ainda mais completo.

Para quem gosta de curtir a praia, o centro de Paraty não traz uma boa variedade delas, mas para passar o tempo é possível ir até a praia do Jabaquara, que fica a nem 10 minutos (de carro) da área histórica e curtir um fim de tarde. Agora, se você tiver mais tempo e quiser sair do roteiro cultural, Trindade é o lugar certo. A vila fica a 20km de Paraty e traz belíssimos cenários e um visual paradisíaco. É possível contratar o passeio nos hotéis, no cais da cidade ou ir de carro. A serra é bem sinuosa e requer atenção, mas o destino vale muito a pena.

Dica sobre hospedagem: As pousadas costumam ter um preço salgado se estiverem bem no centrinho. Fora dele, você encontra opções melhores e, na minha última ida até lá, fiquei na Pousada da Condessa, que não fica na avenida principal, mas é uma boa opção em termos de custos. Além disso, eles têm uma boa infraestrutura, com estacionamento, ótima piscina e salão de jogos. Se você não estiver de carro, não escolha as pousadas da Praia do Jabaquara, pois são distante do centro histórico e, por isso, costumam ter preços melhores.

 

Gramado – Rio Grande do Sul

 cascata-do-caracol-em-canela centro-de-gramado

O melhor de Gramado é que você pode conhecer a cidade em qualquer época. No final do ano, quando as temperaturas estão mais elevadas, a cidade está preparada para o Natal luz e incrivelmente linda para receber os milhares de turistas que aparecem por lá. No inverno, no meio do ano, a alta temporada e o Festival de Inverno de Gramado tambem atraem inúmeras pessoas em busca daquele charme da serra. E, fora destes períodos, o destino é calmo e proporciona mais tranquilidade, menos filas nas atrações, preços e promoções melhores. Gramado é uma cidade encantadora, limpa, organizada, planejada e repleta de atrativos, que abriga museus, parques, praças, restaurantes, cafés, lojas de chocolate, enfim, uma infinidade de possibilidades.

Além disso, ainda é possível conhecer outros municípios próximos, igualmente encantadores, como Nova Petrópolis, Canela e Bento Gonçalves, que também concentram atrações históricas e culturais.  Os passeios, sejam eles em Gramado ou nas outras cidades, podem ser feitos através de agências de turismo, como CVC, Broker Turismo, entre outras, ou, se você quiser ir por conta própria, é preciso alugar um carro e confiar no GPS. Os hotéis costumam indicar e falar sobre as operadoras de turismo para seus hóspedes, basta perguntar na recepção. Para chegar em Gramado você pode pegar, do aeroporto de Porto Alegre, uma van de traslado, alugar um carro ou, até mesmo, ir com o onibus intermunicipal, que faz a linha Gramado – Porto Alegre e passa pelo aeroporto.

Dica sobre hospedagem: Na minha ida para Gramado fiquei no Encantos Charme Hotel e tive um ótimo custo-benefício. Com preço acessível e bem localizado, foi possível fazer muitos passeios a pé.

Veja cinco motivos para conhecer Gramado em http://aquiouacola.com.br/wordpress/gramado/

Espero que tenham gostado das dicas e convido a todos para conhecer o Aqui ou Acolá (www.aquiouacola.com.br) que, inclusive, já contou com a participação da Magna, falando um pouquinho sobre outro destino que pode fazer parte das suas férias: a cidade de Olímpia, no interior de São Paulo.