Entrevista de emprego, como se destacar?


E hoje contamos com a participação de uma amiga especial e profissional de primeira linha, Maria Del Pilar Alves Tafur, psicóloga com especialização em RH na área de negócios, ela trabalha há 10 anos com desenvolvimento organizacional na área de Recrutamento e Seleção de uma grande empresa em São Paulo.

A Maria veio nos ajudar a entender melhor o momento da tão esperada entrevista de trabalho e nos dá dicas do que pode fazer você ficar ou não em um processo de seleção.

Acompanhe esta entrevista, está muito bacana! Espero que gostem e que o ajudem na busca do primeiro trabalho ou na recolocação no mercado.

  • Quais as dicas para um candidato ser chamado a tão esperada entrevista?

Acredito que a dica mais importante é saber confeccionar um currículo objetivo, onde constem claramente todas as atividades exercidas anteriormente. Muitos selecionadores querem a informação precisa, principalmente no atual situação de nosso país, onde a oferta está pouca e o numero de candidatos crescendo a cada dia em busca de novas oportunidades. Rever o currículo, para que não tenha erros de digitação ou telefones errados, também fazem toda a diferença.

  • Quando chamados, quais são os pontos que farão com que ele continue no processo?

Um candidato apto para vaga é aquele que apresenta os conhecimentos técnicos exigidos pela vaga, mas principalmente aquele que fala bem, que demonstra interesse e sinceridade sobre suas próprias informações, dependendo da oportunidade isso é muito mais importante do que “o saber fazer”. Falar bem não significa ser um tagarela, mas significa demonstrar interesse e foco na oportunidade oferecida.

  • Cite um fator que desclassifica um candidato do processo de seleção?

Não consigo mencionar somente um fator, seguem três fatores importantes: falar mal de empresas e/ou gestores anteriores, mentir ou ocultar informações que amanhã ou depois poderão ser descobertas e demonstrar “ar” de superioridade são itens desclassificatórios.

  • O que as empresas esperam de seus colaboradores nos dias de hoje?

Espera-se que o colaborador “vista a camisa” e que seja criativo para driblar a era da redução de custos, sem deixar de atender todas as normas e procedimentos.

  • Qual a relação entre “Dress Code” com a Contratação de um candidato?

O Dress Code tem tudo a ver com a contratação! Um dos pontos de avaliação que jamais passam despercebidos é a vestimenta. Não há como não analisar a roupa de um candidato, principalmente se for cargos administrativos e de gestão. É inadmissível que uma candidata, por exemplo, utilize roupas curtas e transparentes, ou até mesmo cores vibrantes e maquiagem carregada. Uma entrevista de emprego não é lugar para isso. Obviamente a pessoa deve se apresentar bem cuidada e com roupas limpas, mas todo excesso esbarra em erro. No caso dos homens tudo é mais simples, dificilmente recebemos um homem de regatas ou bermudas para entrevista.
A todo o momento, em todos os grupos, estamos sendo observados e muitas vezes somos julgados pelo que apresentamos aparentemente; imagina em uma empresa? Então, é superimportante não abusar de looks ousados no ambiente profissional.

Então, é isto aí! Vibe positiva a todos!!

Até a próxima.

Beijos,

Ma